Buscar
  • Suzanne

Adolescentes e Jovens: se sentem numa corda bamba?

Eu me entristeço muito quando escuto frases como: "os jovens são imaturos", "os adolescentes são um problema", "os jovens atuais não sabem o que querem", "a juventude de hoje está perdida".


Acredito, convictamente, que os adolescentes e jovens têm um valor imenso, mas não são escutados e valorizados. A sociedade insiste em menosprezá-los, enquanto o mais sábio seria encorajá-los para que utilizem suas potencialidades para transformarem suas trajetórias e o seu entorno.



#adolescentes #jovens #inseguranças #encorajamento #potencialidades #transformação


Adolescentes e jovens se sentem sim pendurados em uma corda bamba


São muitas as instabilidades durante o período da adolescência. A infância deixa marcas na vida de todos nós. Elas são como cicatrizes tatuadas em nossos corpos e nossas almas. Há de se compreender que as oportunidades foram distintas. No Brasil, como bem sabemos, a desigualdade social é grande e, sendo assim, nem todos puderam fazer parte de um esquema educativo institucionalizado. Contudo, não é apenas o acesso a escolas rotuladas como referência na área de educação que garante que o adolescente caminhará rumo à sua pós-adolescência e vida adulta com equilíbrio.


Muitos são os fatores que podem converter-se no gatilho para uma trajetória cheia de instabilidades, tal como: ambiente familiar conflitivo, violência doméstica, alta expectativa para que se chegue aos resultados sonhados pelos pais e menosprezo das suas capacidades pessoais. Há muitos outros, mas eu focarei aqui a minha atenção ao "menosprezo".


Pais e mães já passaram pelas alegrias e tristezas da adolescência e da juventude. E parece que já se esqueceram do quanto também se sentiram incompreendidos. É totalmente compreensível que adolescentes e jovens nutram um certo sentimento de que as pessoas ao redor não conseguem penetrar nos mundos que levam dentro de suas mentes e de seus corações.


Estar na corda bamba não significa que não levam nada dentro de si mesmos. Ao contrário! Eles carregam complexos mundos com riquíssimos significados. Justamente por isso, muitas das vezes, não conseguem focar em apenas um tema.


Ao invés de se sentirem confortáveis para encontrar respostas para suas inquietações, são menosprezados, muitas vezes, pelos mais velhos que insistem em lhes dizer: "Você vive no mundo da lua", "Você não tem jeito, menino(a)!", "Você é um desastre", "Você não vai ser ninguém na vida!".


Os adolescentes e jovens são muito importantes no mundo!


Eles são o futuro da humanidade! São criativos e capazes de produzir soluções positivas para a transformação do nosso mundo ! Mas quem de nós os incentiva? Eu, você?


Por que eles se sentem na corda bamba?


Porque estão pendurados em um mundo de incertezas, tentando se equilibrar apesar dos solavancos da vida. Eles estão amargurados e ansiosos porque querem que a corda pare de balançar, mas parece que nós, adultos, insistimos em chacoalhar a corda, seus corpos e suas almas.


Apesar de tanta insegurança, não desistem e continuam acreditando que chegarão ao outro lado da corda sãos e salvos.


O que fazer então?


Devemos plainar seus caminhos. Não é certo que os menosprezemos. Devemos apoiá-los para que sejam quem querem ser e para que brilhem como merecem brilhar!


Os adolescentes e jovens precisam ser escutados, vistos, encorajados e acarinhados.



21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo